terça-feira, 20 de novembro de 2012

Experiências Espanholas: iniciativas utilizando as mídias sociais em bibliotecas

A seguir, apresento um pouco daquilo que pude observar no decorrer de minha visita a Espanha para realizar a minha pesquisa de doutorado. É certo, que nem todas as bibliotecas destacadas na apresentação eu pude visitar porém, muitas delas são conhecidas pelos colegas espanhóis quando o assunto envolve a adoção das mídias sociais, o fomento a leitura e a dinamização destes espaços por meio das redes sociais.
Cabe aqui destacar que algumas destas bibliotecas públicas e universitárias são referência também em outros aspectos, então vale a dica para quando for possível se fazer uma visita in loco.

Infografia - 3 anos do CRAI Campus Gandia da UPV

O infográfico abaixo foi criado para comemorar os 3 anos de implantação do CRAI (Centro de Recursos para Aprendizagem e Pesquisa) da Biblioteca do Campus Gandia da Universidad Politécnica de Valencia eles fizeram um infográfico para representar todas as ações realizadas ao longo deste período. Os números representam 1100 participantes em cursos de formação, 265.000 consultas a web, 465 seguidores no twitter, 709 fans do perfil no facebook, 112.000 empréstimos, 1980 visitas guiadas, 565.000 usuários passaram no período.

Infográfico - CRAI Campus Gandia UPV

Os 10 livros mais caros da história.

Seguindo o post anterior encontrei uma informação no blog espanhol Me Gusta Leer que traz os 10 livros mais caros da história. Curiosidades à parte, alguns destes livros são obras de grandes inventores e que fizeram com que a leitura se tornasse algo destacável nos dias de hoje.


Código Leicester
1.- Código Leicester, de Leonardo Da Vinci. Em 1994, Bill Gates comprou por 22.160.000 Euros este livro, também chamado Código Hammer, foi escrito entre 1506 e 1510 e comprado em 1717 por Thomas Coke, também chamado Earl de Leicester. Fisicamente ele é formado por 18 folhas de papel, onde cada lado manuscritos que formam o equivalente a 72 páginas de escritos científicos e filosóficos em perfeito estado de conservação que Da Vinci escreveu ao revés (da direita para a esquerda o que muitos dizem que tornava Da Vinci portador de dislexia) pelo que era necessário um espelho para ler o texto. Como curiosidade, Bill Gates o digitalizou e usou em um screensaver para uma edição extra do Windows 95.


Evangelhos Henrique The Lion
2.- Os evangelhos de Henrique The Lion, Duque da Baviera e Saxônia. Ele chefiou o mosteiro de Helmarshauesen em 1188. Estes textos redigidos e ilustrados em detalhes foram comprados em 1983 por 8,15 milhões de libras pelo governo alemão. Com 266 páginas a obra possui ainda 50 páginas completas de ilustrações sendo considerado uma obra-prima do Iluminismo Romanesco. 






Birds of America
3.- Birds of America, de John James Audubon. Em dezembro de 2010 a Sotheby’s vendeu por 11,5 milhões de dólares esta coleção de 435 aquarelas pintadas en 98×76 centímetros que Audubon pintou a partir de 1820 em sua viagem pelo rio Mississipi. 








Contos de Canterbury
4.- Os Contos de Canterbury, de Geoffrey Chaucer. Esta obra relata a visita de um grupo de peregrinos na catedral de Canterbury a caminho do santuário de Thomas Becket. O que fez ele se tornar valioso foram as ilustrações em miniatura, o exemplar original foi vendido por 7 milhões de dólares.




Comedies, Histories & Tragedies Shakespeare
5.- Comedies, Histories & Tragedies, de Shakespeare. Em 1623 se editou a primeira recompilação de obras de teatro de Shakespeare originais da primeira edição de 1477 em 36 folhas (11 tragedias, 15 comedias e 10 obras históricas) de onde fizeram somente 40 exemplares. O último exemplar que se tem conhecimento foi leiloado pela Sothesby’s por 5,6 milhões de dólares.




A Bíblia de Gutenberg
5.- A Bíblia de Gutenberg, a  Bíblia de 42 línhas ou a Bíblia de Mazarino, é uma versão impressa da Vulgata impressa por Gutenberg no século XV. Esta Bíblia é o mais famoso incunábulo, e um dos seus exemplares originais foi vendido em 1987 por 5,4 milhões de dólares, mas se estima que hoje seu valor supere os 20 milhões de dólares. Hoje que se tem notícia existem somente 48 exemplares remanescentes em todo o mundo sendo que na Biblioteca Nacional do Brasil existe um deles.



Les Liliacées - Redouté
7.- Les Liliacées du Redouté, de Pierre-Joseph Redouté. Esta obra está composta por 480 lâminas de desenhos de flores pintadas em aquarela que chamaram a atenção de Napoleão Bonaparte, que comprou várias copias para os museus da França. Assim, ela foi vendida em 1985 por 5 milhões de dólares.



8.- Vita Christi. Este manuscrito iluminado data de 1190 e consta de 51 ilustrações sobre a história de Jesus Cristo que em sua obra original não tinham texto. Conhecido popularmente como summa evangelica .Quando ele foi terminado se aproveitaram os espaços em branco para incluir uma oração e convertela em um obra de devoção pelos católicos. O colecionista alemão Jöhn Gunther a comprou em 2007 por 3,5 milhões de dólares.

Geographia - Ptolomeu
9.- Geographia Cosmographia de Claudio Ptolomeu. É considerado o primeiro Atlas impresso, e data do século 150 d.C. apesar de ter muitos erros de precisão em longitudes é bastante exata em latitudes e causou grande influência entre os cartógrafos do Renascimento. Em 2006 a obra foi vendida por 3,5 milhões de dólares. 






The Tales of Beedle The Bard
10. The Tales of Beedle The Bard, de JK Rowling. De forma paralela a obra "As Reliquias de Morte" a autora de Harry Potter escreveu a recopilação de contos da que se falava o livro. Assím, JK Rowling escreveu 7 manuscritos que adornou com tintas e pedras semipreciosas. Amazon em uma subastá benéfica conseguiu 1,95 milhões de libras por um destes exemplares.