terça-feira, 21 de junho de 2011

Influência nas Mídias Sociais

Tenho acompanhado as discussões sobre métricas nas mídias sociais e já vi vários aplicativos que procuram estabelecer medidas para saber o quanto a pessoa possui um perfil influente, um destes aplicativos que vi mais recentemente é o Klout que traz uma série de variáveis para saber se o perfil de alguém no Twitter ou Facebook é influente ou não.
Outra fonte que recebi via Twitter e achei interessante é a traduzida pelo Escave as Mídias Sociais mas, o que importa é a figura que peguei deles e está aqui.
Na verdade esta figura foi traduzida do blog do Tristane Losegui que tenta explicar como se dá esta influência. Vamos então ao que eles dizem e o que percebi sobre o assunto.
Os níveis de influência vão desde a influência do especialista até a do comunicador.
1. Especialista:
Deve ser referência em um determinado assunto. Isso significa não só o conhecimento de um assunto, mas evoluir. Ou seja, uma pessoa que não se limita a aplicar os conhecimentos já adquiridos. Normalmente, a habilidade de influenciar uma pessoa é amarrada a um tema específico. Que o Bruno de Souza do Escave as Mídias Sociais apresenta em dois exemplos para explicar: Seth Godin é uma pessoa influente em questões relacionadas ao marketing, mas não é influente no esporte. Avinash Kaushik é um rockstar em web analytics, mas não é uma referência na área financeira.
2. Capacidade de mobilizar:
As mensagens de uma pessoa influente, não só se espalham, mas conseguem que seus receptores façam alguma coisa (são mensagens que apelam para a ação.).  Desde refletir sobre um problema, comprar algo, de alguma forma mudar seus hábitos. Em suma, uma pessoa influente é capaz de inspirar seus seguidores.
3. Difusão:
Embora a influência seja independente da popularidade, uma alta capacidade de espalhar a mensagem denota capacidade de influência.
4. Comunidade:
A capacidade de difusão que acabo de falar é com base no tamanho e poder do primeiro círculo de seguidores desta pessoa. Eles são a base da comunidade que essa pessoa é capaz de gerar.
Esta comunidade também tem muitos seguidores fiéis, deve ser capaz de atrair e começar a chamá-los agora curadores de conteúdo. Essas pessoas serão aquelas que ajudam a espalhar a mensagem rapidamente.
Segundo Bruno de Souza do Escave as Mídias Sociais com isso é que a difusão da mensagem também depende da capacidade.
5. Comunicação:
Além de atender, é necessário ser um bom comunicador. Isto significa saber como transmitir bem a mensagem e adaptar a linguagem e o tom para a audiência (empatia). 
A ferramenta Klout oferece uma série de variáveis que podemos destacar abaixo vou tentar traduzir cada uma delas para Engajamento, Velocidade e Atividade nas mídias sociais
Engajamento
Quanto diverso é o grupo que passa mensagens para você?
Você está repassando ou participando de conversações?
Velocidade
Como você gostaria de ser retuitado?
Muitas pessoas retweetam você ou é sempre os mesmas seguidores?
Atividade
Você está tuitando muito pouco ou bastante para seu público?
Seus tweets estão gerando novos seguidores, retweets e respostas?

Veja aqui as variáveis para estes três casos

List inclusions, (Listas de Inclusão)
Follower/Follow Ratio, (Percentual Seguidores/Quem você segue)
Followed Back %, (Percentual de Seguidores trazidos por quem te segue)
Unique Senders,  (Quantidade de Mensagens Enviadas)
Unique Retweeters, (Quantidade de Retweets)
Unique Commenters, (Quantidade de Comentários)
Unique Likers, (Quantidade de Curtir)
Influence of Followers, (Influência dos Seguidores)
Influence of Retweeters e Mentioners, (Influência de quem Retweet e Menciona o Retweet)
Influence of Friends, (Influência dos Amigos)
Influence of Likers and Commenters (Influência dos que curtiram e comentaram no Facebook)
Para isso algumas questões são elaboradas para se poder compreender a influência e neste caso o 
Alcance
Seus tweets interessam e são capazes de informar algo para construir uma audiência?
Por quanto tempo o assunto que você comunicou está no Twitter?
As pessoas adicionaram você para listas e agora estas listas estão sendo seguidas?
Demanda
Quantas pessoas você precisou seguir para construir os seus seguidores?
Quantas pessoas seguem você de forma recíproca?

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Um vídeo sobre catálogo 2.0 ou Social Opac em Espanhol

O vídeo foi feito pela Rede de Bibliotecas da Galícia e ele apresenta características de um Catálogo 2.0.

Nele é possível observar 10 características que Yang e Hofmann (2010) colocam para a nova geração de catálogos:
1. Ponto de entrada para todos os recursos da biblioteca
2. Estado-da-arte da Interface Web
3. Conteúdo Enriquecido
4. Navegação multifacetada
5. Campo único de busca com um link para pesquisa avançada
6. Ranking de Relevância
7. Você sabia…?
8. Recomendações/material relacionado
9. Contribuição do usuário (revisão)
10. RSS feeds
11. Integração com redes sociais
12. Links Persistentes

A seguir os termos descritos em espanhol que traduzi para o português:
Nube de Términos - Núvem de Tags
Mi Biblioteca - Perfil pessoal do usuário no catálogo
Enriquecimento con contenidos externos - Comentários de usuários de outros sites como por exemplo o LibraryThing e Google Books
Valoración del Profesor - Revisão do Professor ou de um Usuário.
Busqueda federada em fuentes externas - Pesquisa em fontes externas
Creación de contenidos a través de la herramienta colaborativa - Possibilidade de colaboração do usuário em forma de blog.
Referência:
YANG, Sharon Q.; HOFMANN, Melissa A. The Next Generation Library Catalog: A Comparative Study of the OPACs of Koha, Evergreen, and Voyager. Information Technology and Libraries, p. 141-150, Sep. 2010.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Site do Enancib XII 2011 no Ar

O Congresso Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação - Enancib XII acontece este ano em Brasília, onde será realizado de 23 a 26 de outubro de 2011.
O evento tem como tema: Políticas de Informação para a Sociedade e a submissão de trabalhos, na forma de comunicações orais e pôsteres se iniciou dia 8 de junho, com data de encerramento programada para domingo, 7 de agosto de 2011.
O local principal do evento é a Faculdade de Ciência da Informação FCI/Biblioteca Central - BCE e a abertura será no Museu Nacional na Esplanada dos Ministérios.
Mais informações na página da conferência, em http://enancib.ibict.br/index.php/xii

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Um video sobre a visão do Futuro das Bibliotecas pela JISC

Um vídeo bem interessante nestes tempos de recuperação da informação na Internet através de mecanismos de busca é apresentado pela sociedade britânica JISC (Joint Information Systems Committee) que trabalha com o uso inovador das tecnologias digitais em universidades britânicas. Com a adoção de dispositivos que permitem a mobilidade, como é o caso dos celulares e tablets, as bibliotecas começam a repensar o seu futuro. O vídeo retrata bem isso.
A biblioteca do futuro irá permitir trazer espaços mais colaborativos e híbridos juntando acervos físicos com virtuais. O vídeo trata também da discussão em torno do futuro dos bibliotecários como eles irão passar por estas mudanças onde o contato face a face irá aos poucos sendo substituído por serviços de informação cada vez mais digitais em um ambiente globalizado onde um usuário pode estar a quilômetros de distância da biblioteca. 

Fluxograma de Criação de um Website

Se você se considera um arquiteto da informação e gosta de projetar websites talvez já tenha pensado em algo que este fluxograma em inglês destaca. Dê um clique em cima da figura e veja no tamanho original.











Fonte: The Proverbial Lone Wolf Librarian's Weblog

10 bibliotecas que amam videogames

Já havia comentado recentemente aqui no Blog sobre bibliotecas que estão adotando videogames. Sabemos que as bibliotecas estão cada vez mais querendo atrair uma nova comunidade de usuários considerada pelos estudiosos como a Geração Y e por que não já pensando na Z. Assim encontre um post do Online College Courses que lista 10 bibliotecas que se destacam quando o assunto é uma programação que envolve vários tipos de jogos então vamos a elas:
1.Charlotte Mecklenburg Library: Esta biblioteca tem diversos eventos para os aficionados em jogos, que incluem Xbox, Wii ou jogos de tabuleiro como o Banco Imobiliário. Jogos de estratégia incluindo Settlers of Catan, e também outros jogos online.
2.Biblioteca Pública de Sacramento: Amantes do console de jogos Wii vão adorar os eventos da Sac Library, que incluem os jogos Super Smash Brothers, Mario Kart e Rock Band na grande de jogos desta biblioteca. Jogadores de tabuleiro também tem opções que incluem xadrez e outros clássicos.
3.Biblioteca Pública Kalamazoo: Esta biblioteca possui vários consoles de video games nas plataformas Nintendo DS, Wii, Playstation, Xbox e PC, que inclui 7 dias de emprestimo onde são permitidas reservas.
4. Biblioteca de San Fernando: as crianças podem ir para jogar jogos muito populares como Guitar Hero, e frequentemente retornam quando outros eventos acontecem nesta biblioteca.
5. ImaginOn: O teatro infantil de Charlotte e a Biblioteca Pública de Charlotte e a de Meckenburg County criaram um espaço juvenil, com o segundo andar reservado para jovens que oferece uma variedade de programas que incluem jogos durante 2 dias na semana, que inclui títulos como "Madden NFL", "NBA Live" e "Rock Band".
6. Biblioteca do Condado de San Bernardino: oferece um espaço para os jovens jogadores todas as sexta-feiras das 4-5 da tarde. Os jovens podem jogar video games num telão grande ou se divertir em tabuleiros ou jogos de palavras com os amigos.
7.Biblioteca da Universidade de Illinois: oferece sugestões de jogos para comprar, mas também tem um coleção de jogos, um espaço para jogar, como também pesquisas sobre jogos, carreiras que os utilizam no campus.
8. Biblioteca de Westbank: Em Austin, Texas se tornou um sucesso para jovens jogadores durante uma semana. Os jogos incluiam Super Smash Bros, Dance Dance Revolution e também os de tabuleiro como Cranium.
9. Biblioteca Pública de Grandview Heights: Em Grandview, oferece além de jogos uma coleção de CD-ROMs para crianças menores de 6 anos, incluindo os títulos "Dr. Seuss, Clifford, e Mercer Mayer".
10. Biblioteca Pública do Condado de Allen: Em Fort Wayne, Indiana, oferece aos jogadores de "Dungeons & Dragons" opções neste periodo. Durante 7 semanas, a biblioteca faz um campeonato deste jogo para os jovens.
Veja também o suporte social e o desenvolvimento educacional que os jogos oferecem segundo Stephanie B no link.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Biblioteca Pública de Amsterdam entrevista Marshal Breeding

Marshall Breeding um dos mais respeitados autores sobre automação de biblioteca (Diretor de Tecnologia e Inovação da Vanderbilt University) e editor do site Library Technology Guides está neste vídeo em inglês produzido pela Biblioteca Pública de Amsterdam na Holanda numa entrevista com Erik Boekesteijn.

TWIL #43: Marshall Breeding (Library Automation) from Jaap van de Geer on Vimeo.

O vídeo que é de cerca de 38min apresenta uma discussão sobre automação de bibliotecas onde Breending fala sobre o artigo que ele escreveu para o Library Journal falando sobre o mercado de automação de bibliotecas em 2011 em que destaca uma nova fronteira onde a computação em núvem pode trazer novidades tanto para os sistemas de automação como para as ferramentas de descoberta de informação utilizadas junto com os catálogos OPAC. Neste artigo Breeding discute também questões que envolve a adoção de Sistemas Open Source e a mudança que algumas bibliotecas passaram ao sair do mundo Open Source para um Sistema Proprietário que pode também ser visto num outro artigo do Library Journal que trata do futuro dos sistemas de automação de bibliotecas.