terça-feira, 19 de abril de 2011

Coisas que o professor de biblioteconomia deveria desaprender! - By Joyce Valenza

Estava preparando um conteúdo da minha tese e me deparei com este post da Joyce Valenza de 2010 e resolvi traduzir e tentar compreender seus significados.
Coisas que o professor de biblioteconomia deveria DESAPRENDER!

1. Que as pequenas coisas realmente importam para aqueles que servimos e ensinamos.
2. Que a lógica booleana é a melhor estratégia de busca desde que saiba compor o assunto.
3. Que a Wikipedia é ruim, ou mais ou menos, em todos os contextos.
4. Que bancos de dados são somente fontes de valor e credibilidade.
5. Que devemos ter uma presença na web, é diferente de ter uma presença realmente boa e com características de usabilidade – é opcional.
6. Que alguém é exclusivo ou de responsabilidade única para o aprendizado relacionado a informação e comunicação e a pesquisa baseada em tecnologia.
7. Que o preço inicial estimado é o preço que você tem que pagar.
8. Que os assuntos relacionados com o uso justo são geralmente respondidos com a palavra Não.
9. Que Não significa realmente Não ou continuaremos a dar o significado de não quando ele vem relacionado ao assunto de acessar a informação e as ferramentas de comunicação de hoje e a liberdade intelectual.
10. Que as bibliotecas deveriam ser lugares silenciosos.
11. Que as bibliotecas deveriam ser lugares atualizados.
12. Que a efetividade e o impacto das bibliotecas deveria ser medido pelo número de livros que por lá circulam.
13. Que aqueles que são interessados pelas bibliotecas automaticamente saberão o que ela contribui para a cultura da sua escola.
14. Que a biblioteca é meramente um lugar para pegar coisas.
15. Que sua coleção deveria ser "de tudo o que se sabe" em vez do que "no momento exato".
16. Que alguém é responsável pelo seu desenvolvimento profissional.
17. Que a ubiquidade não mudaria a prática profundamente.
18. Que a sua biblioteca  é cercada por paredes.
19. Que a sua biblioteca  é aberta das 8h as 20h.
20. Que "aquilo" é uma caixa.

Nenhum comentário: