sexta-feira, 10 de abril de 2009

Excelente Screencasting de Exemplo Biblioteca 2.0

O processo de apresentação da biblioteca no sentido de utilizar os serviços e todo o conteúdo tem evoluído ao longo da sua introdução na Internet. No início os tutoriais eram meramente textuais porém com as ferramentas multimídia essa situação já começa a mudar.
Ao longo das pesquisas e apresentações realizadas por mim na UFC os estudantes da biblioteconomia puderam ver a potencialidade das ferramentas interativas da nova geração da Internet que chamamos de Web 2.0. Sei que alguns professores já trabalham com a geração 3.0, a da websemântica mas pretendo aqui relatar um exemplo de tecnologia que tem tudo para trazer um impacto na visibilidade do site da biblioteca na web.
O Screencasting destacado por Jack Maness como um tutorial multimídia em seu artigo, Teoria da Biblioteca 2.0 e suas implicações, alia imagem, som, video e texto para apresentar o conteúdo do site da biblioteca.
Encontrei este exemplo numa rede social voltada para a temática a library20.ning.com que por sinal já existe o similar em português chamado bibliotecarios20.ning.com.
Se fizermos uma análise do tutorial elaborado pela Emily e as colegas da Biblioteca da Chicago-Kent College of Law do Illinois Institute of Technology podemos ver o cuidado que tiveram com a seleção da ferramenta de edição do video(Camtasia Studio 3 e tutoriais interativos com o Adobe Captivate), o uso de legendas prevendo a acessibilidade a todos os usuários portadores de deficiência auditiva e a divulgação do vídeo final em várias redes sociais como por exemplo o Facebook, Youtube e na rede social citada acima.
Isso por si só já torna conhecida a biblioteca em questão.


A questão principal que quero discutir é se os cursos de biblioteconomia estão preparados para ensinar toda a técnica ou só observar um analista de sistema fazer este serviço?

Nenhum comentário: