quinta-feira, 23 de julho de 2009

Queens Library - Biblioteca do Ano de 2009 nos EUA


Já havia falado aqui no blog no final do ano de 2007 sobre o catálogo utilizado pela Queens Library.
Escrevo agora para dar destaque ao prêmio dado pelo Library Journal nos EUA a esta biblioteca que foi nomeada a Biblioteca do Ano de 2009 graças a política de excelência demonstrada por esse sistema de bibliotecas americanas que é situado em Nova Iorque.
Os links que coloquei aqui são em inglês mas pelas fotos já é possível exibir a performance e a grandeza que envolve essa biblioteca.
Para quem não sabe essa rede de bibliotecas é composta por 62 bibliotecas e o próprio prefeito da cidade de Nova Iorque Michael Bloomberg aumentou recentemente para 6 dias a possibilidade dos usuários poderem utilizar essa rede de bibliotecas apesar de poucos meses antes a própria prefeitura já havia feito um corte de 22,2% no orçamento das bibliotecas públicas da cidade além de ter reduzido para 5 dias o funcionamento delas.
Segundo o seu presidente Thomas W. Galante o sistema de bibliotecas Queens Library tem oferecido a ajuda nos trabalhos de casa para os estudantes, dado assistência na procura por vagas de emprego, preparado diversos cidadãos para exames profissionais, ensinado inglês e ainda ajudado os cidadãos estrangeiros em busca de um serviço de saúde gratuito que o atendente falasse Russo.
Veja o video sobre os serviços desta rede de bibliotecas.

Importante dizer que a política de excelência que há nesta rede foi reforçada por um orçamento de 127 milhões de dólares no ano de 2008 o que equivale a 56 dólares para cada cidadão. Este orçamento além de pagar os 1150 bibliotecários ajuda nas despesas das atividades desenvolvidas pelo sistema.
Para aquelas bibliotecas que buscam recursos através de projetos nos últimos 5 anos o sistema de bibliotecas conseguiu arrecadar 180 milhões de dólares de recursos do governo.
As nossas bibliotecas poderiam se unir e tentar organizar algo parecido não acham??

16 comentários:

Prof. Elieny - UFC/Cariri disse...

Interessante essa matéria sobre o papel social da biblioteca.
bibliocariri.blogspot.com

Rita Biblioteca disse...

Esse blog está em construção.
Aceitamos sugestões, vai lá!
biblioteca-cnpat.blogspot.com

Kásia disse...

A educação promove mudanças.
bibliopedagoga.blogspot.com

Tânia Campêlo disse...

biblioteca-cnpc.blogspot.com

Welton Rios disse...

tomwelbiblio.blogspot.com

Muito interessante a interação, o interagir do profissional com a comunidade, isso é que deve ser o profissional da informação, levar para a comunidade conhecimentos, ensinando e aprendendo, é uma troca que enriquece muito ambas as partes.

Osmélia - Lia disse...

É interessante como eles utilizam as ferramentas da web 2.0 para interagir com os usuários, principalmente com os de outros países, compartilhando o aprendizado entre os familiares do usuário. Quando esse serviço chegará aqui no Brasil?

Elsa Jeronimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Márcia Vidal disse...

Gostei muito deste vídeo, inclusive lembra alguns documentários iranianos

Elsa Jeronimo disse...

bibliodolor.blogspot.com

Esse é meu projeto de blog. Visite-o e deixe sua sugestão.Assim me ajudará nessa construção.

Conceição Lemos disse...

Esta biblioteca estar de parabéns, e as biblioteca publica no ceará deveria ter cursos de linguas, gratuito.

Lucia fontenele disse...

São estas iniciativas que fazem a diferença na inclusão social. O brasil precisa acordar para esta nova realidade e implantar políticas sociais que realmente funcionem com eficácia.

Conceição Lemos disse...

Olá, muito bom
http://bibliosinta.blogspot.com

Osmélia - Lia disse...

Educação compartilhada entre familiares....sensacional...Quando o Brasil terá essa consciência?

Osmélia - Lia disse...

Educação compartilhada entre familiares....sensacional...Quando o Brasil terá essa consciência?

bibliofriends.blogspot.com

Vanessa Lima disse...

Ótimo post!
Visite meu blog:
www.biblioestudo.blogspot.com

Espaço Bibliotecário disse...

Onde a prioridade maior é a educação, as bibliotecas são, não só respeitadas como lugar de memória, mas de descobertas, de aprendizagem, cultura e lazer.
Como faria a diferença se as nossas bibliotecas, públicas, ou não, fossem, realmente, espaços de cidadania! Claro, que algum produto e/ou serviço que existem esforços na direção de formaçaão desses espaços. Mas, ainda temos um longo caminho para frente.
Esta ferramente, por ezxemplo, pode tornar-se um espaço riquíssimo de compartilhamento de informações e conhecimentos com o concurso do usuário.